Friday, September 08, 2017

A BELEZA ESTÁ NO MODO DE OLHAR

As flores, as crianças, as pedras
a árvore e o colibri solitário
as casas de portas abertas
e o sino tocando no santuário.

As coisas  guardam beleza sem par
mas a beleza, seguramente, está no nosso modo de olhar



A BELEZA ESTÁ NO OLHAR

A beleza está nas pedras, nas crianças e nas flores
Está  nas árvores e nos dourados de trigais

E nos sinos e nos singelos altares
Está na casa de portas abertas e nas casas sem umbrais

A beleza está nas coisas e se pode comprovar
mas se sabe que, de fato, a beleza mora no nosso modo de olhar.

Friday, September 01, 2017

Entre folhas e flores escrevi
De modo afoito ou paciente meu modo de ser.
Hoje colho na manhã primaveril
O sonho que um dia decidi tecer
As folhas e flores caídas no chão
enfeitaram os ramos com todo esplendor
Deitam ao chão pelas asas do vento deixando esta lição:
viver e renascer no compasso do eterno amor.

Thursday, August 31, 2017

Brotam sonhos no real
Brotam flores  pelos campos e jardins
vence o bem apesar do mal
São as sementes que planto em mim.

Tuesday, August 29, 2017

SONHOS E ROSAS

Enquanto a vida desliza ignota,
pelas horas, dias, e anos
eu somo cada rosa que brota
pela  fé que planto nos sonhos.

Thursday, August 17, 2017

Quando a vida diz sim
Não há boca que possa dizer, não

Se as folhas caem
Sua queda,não é em vão
Neste suave vai e vem
É à vida que fazem saudação
A vida que se renova
Em cada manhã que nasce
Em cada  vencida prova
No botão que amanhã
floresce



 Tapete de flores. A noiva Primavera se avizinha do altar da natureza real.


Monday, March 20, 2017

SONHAR SEMPRE

SONHAR

E a menina que vendia sonhos,(e muitos caçoavam,
Tornou-se moça,
mulher.
Entre sonho e sonho,
fez-se madura,
e, hoje, passeia pelos caminhos
e toca nas flores
que em seus sonhos,
um dia, cuidadosamente semeou.

Sunday, February 19, 2017

Entre o alvo e a seta ergo castelos,
construo fundamentos,
salto obstáculos,
revejo metas,
estendo fios que vão tecendo a conjuntura que me cabe,
amparada sempre pela Presença da Consciência Divina e Universal e
dos que estão na mesma sintonia.
Simples assim.
Eu confio.

Thursday, February 09, 2017

SEM MEDO DE SER MADURA

Sou uma mulher madura
que ama este momento
de ser dama-senhora,
ser senhora menina-criança
que gosta de roubar chocolates,
menina que sonha um amor avassalador.
Sou uma mulher que não quer perder-se de si mesma
em momento algum;
por nada deste mundo.
Sou esta que fica entre as marcas do tempo
e as atitudes de uma criança que gosta de correr livre,
que não tem medo de mostrar inseguranças,
que chora para ser vista,
que gargalha para ser incluída.
Que quer ter o direito ao avesso
Sou esta: uma mulher que se sabe madura
e uma criança que tateia por seu colo.

Friday, January 27, 2017

Em nós moram muitos eus.
o eu que sabe e sente tudo o que vivemos,
o eu que intui e não segue o que intuiu,
e o eu imediatista que quer tudo e,
nega os demais eus fazendo-nos sofrer,
Importa que acima de tudo
reconheçamos o momento de
harmonizarmos nossos eus
.

Saturday, January 21, 2017

UM POUPOURI DE PALAVRAS

O mar apresentou-se como sempre, soberano!
Desta vez porém, mudou sua cantiga
e a forma de me falar.
Ou fui eu que mudei
meu modo de escutar?

Meu relógio de parede
outrora sonoro e alegre,
canta rouco
e triste,
as horas
que assinalam
a ausência
de ti.


MUDAMOS SEMPRE

Da mesma velha janela
vejo passar as mesmas pessoas
como se outras fossem.
Mudaram elas, porque também mudei eu.

Thursday, January 19, 2017

FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Nascemos todos os dias
eu entendi a lição.
Joguei fora o que não me traz alegrias
Pintei de amarelo meu coração.
Calcei sapato novo e colorido,
Usei azul, verde e rosa , sem o preto costumeiro
Coloquei esperanças no coração ferido
E sai contente por um caminho brejeiro.
Vi colibris e flores diferentes
pela nova estrada que escolhi
Pintei um quadro divergente
Hoje eu sei que aprendi.
Que na vida há espinhos e rosas
Que estão em nosso caminho de par
as escolhas devem ser cuidadosas
para a travessia se concretizar.

Thursday, January 12, 2017

UM LAMENTO


Asunción de linda silhueta ao mirar-te pela vez primeira
admiro tuas formas
trabalhosamente
arquitetadas.
Lamento pelos prédios
que, em cores tristes
contam-me que a memória
de tua gente morre
um pouco por dia:
a cada balaustra que tomba,
a cada janela que a ferrugem,
não deixa abrir,
a cada brasão que o tempo apaga
a cada eira que se desmancha ao vento.
Oxalá ãgante ojere porã jeýne chéve!
Eguatána, he 'i imemby poñýva!


Wednesday, January 04, 2017

CONTAGEM

Conto os dias passados ao seu lado
como se fossem contas de diamantes
As horas que nos separam como se fossem
longos degraus de íngreme montanha.

Tuesday, January 03, 2017

O VENTO



Gosto do vento que sopra forte,
potente,
soberano,
benfazejo.
Anunciado,
chuva,
tempestade,
amor-furacão,
que embala nossos desejos
e alimenta o coração.

Wednesday, December 21, 2016

O que posso dizer deste meu Natal?
Meu Natal é luz que brilha no céu,
apesar das contatas ausências
que embotam meus olhos em véu,
Ele aponta para nossas vivências:
de filhas que sentem saudades
de irmãs que contam estrelas.
Mamãe e papai, mana Neli Rita,


Ficam, as belas lembranças.,
para eternamente guardar.