Saturday, April 14, 2018

Se você acha que não sabe fazer poesia
Veja a poesia da vida em tudo o que há
e o seu poema se fia
(Beatriz Helena)



Sunday, March 25, 2018

Enquanto ciranda o tempo
em sua marcha, poderoso
eu embalo os sonhos e conto
realiza-los de modo harrmoniso



A chuva cai e o vento assovia nervoso
um chamamento aos raios
e ao trovão estrondoso
eu observo as flores nos galhos
em seu bailado harmonioso

Friday, March 23, 2018

O Outono!!! OH outono sereno!
Gosto de me encontrar contigo.
Tempo de folhas caídas, de vento ameno.
Tempo do sonho estendido,
para rever sinais de uma vida
para contar as estrelas
sem essa doida corrida
de tudo o que nos atropela por estranhas veredas
Outono dos sonos mornos
Do aconchego pra ninar
das árvores em silhuetas e contornos
deixando a roupagem migrar.




Os meninos e meninas de minha vida
com o tempo trocam de nome
Keyla, Tobias, Rayza e Victoria,

Lorenzo e Maria Clara.
Mostrando-me a beleza que há
no estar aqui e vever
 confirmando, nossa certeza de amar.


Na cantiga da chuva mansa.
no murmúrio do vento leve
corro, sozinha, como criança
e deixo que a fé me carregue.


Thursday, March 22, 2018

Entre a cigarra e a formiga
eu sou o elo de ligação
tiro notas da cantiga
e  palmilho o meu chão.



Friday, September 08, 2017

A BELEZA ESTÁ NO MODO DE OLHAR

As flores, as crianças, as pedras
a árvore e o colibri solitário
as casas de portas abertas
e o sino tocando no santuário.

As coisas  guardam beleza sem par
mas a beleza, seguramente, está no nosso modo de olhar



A BELEZA ESTÁ NO OLHAR

A beleza está nas pedras, nas crianças e nas flores,
Está  nas árvores e nos dourados de trigais,

Está nos sinos e nos singelos altares,
Está na casa de portas abertas e nas casas sem umbrais.

A beleza está nas coisas e se pode comprovar
mas se sabe que, de fato, a beleza mora no nosso modo de olhar.

Friday, September 01, 2017

Entre folhas e flores escrevi
De modo afoito ou paciente meu modo de ser.
Hoje colho na manhã primaveril
O sonho que um dia decidi tecer
As folhas e flores caídas ao chão
enfeitaram os ramos com todo  o seu esplendor
Deitam agora,  ao chão, pelas asas do vento
deixando esta lição: viver e renascer no compasso de eterno amor.

Thursday, August 31, 2017

Brotam sonhos no real
Brotam flores  pelos campos e jardins
vence o bem apesar do mal
São as sementes que planto em mim.

Tuesday, August 29, 2017

SONHOS E ROSAS

Enquanto a vida desliza ignota,
pelas horas, dias, e anos
eu somo cada rosa que brota
pela  fé que planto nos sonhos.

Thursday, August 17, 2017

Quando a vida diz sim
Não há boca que possa dizer, não

Se as folhas caem
Sua queda,não é em vão
Neste suave vai e vem
É à vida que fazem saudação
A vida que se renova
Em cada manhã que nasce
Em cada  vencida prova
No botão que amanhã
floresce



 Tapete de flores. A noiva Primavera se avizinha do altar da natureza real.


Monday, March 20, 2017

SONHAR SEMPRE

SONHAR

E a menina que vendia sonhos,(e muitos caçoavam,
Tornou-se moça,
mulher.
Entre sonho e sonho,
fez-se madura,
e, hoje, passeia pelos caminhos
e toca nas flores
que em seus sonhos,
um dia, cuidadosamente semeou.

Sunday, February 19, 2017

Entre o alvo e a seta ergo castelos,
construo fundamentos,
salto obstáculos,
revejo metas,
estendo fios que vão tecendo a conjuntura que me cabe,
amparada sempre pela Presença da Consciência Divina e Universal e
dos que estão na mesma sintonia.
Simples assim.
Eu confio.

Thursday, February 09, 2017

SEM MEDO DE SER MADURA

Sou uma mulher madura
que ama este momento
de ser dama-senhora,
ser senhora menina-criança
que gosta de roubar chocolates,
menina que sonha um amor avassalador.
Sou uma mulher que não quer perder-se de si mesma
em momento algum;
por nada deste mundo.
Sou esta que fica entre as marcas do tempo
e as atitudes de uma criança que gosta de correr livre,
que não tem medo de mostrar inseguranças,
que chora para ser vista,
que gargalha para ser incluída.
Que quer ter o direito ao avesso
Sou esta: uma mulher que se sabe madura
e uma criança que tateia por seu colo.